Connect with us

Eventos (Marcha Azul Marinho)

Marcha Azul Marinho em Minas Gerais provoca prefeito de Belo Horizonte investir na guarda municipal

Publicado

em

Centenas de guardas municipais de várias cidades de Minas Gerais e de outros estados fazem manifestação, nesta sexta-feira (11), em Belo Horizonte, informou o presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado de Minas Gerais, Pedro Bueno. O protesto ganhou o nome de “Marcha Azul-Marinho”.

De acordo com Bueno, o protesto nacional reivindica reconhecimento, direitos e regulamentação da categoria. Ele disse que o movimento quer chamar a atenção para a aplicação da lei federal 10826/2003 (Estatuto do Desarmamento), que prevê o porte de armas por guardas municipais e um modelo diferente de gestão das guardas.

Eles se reuniram na Praça Sete, no Centro da capital mineira, e seguem em passeata e com carros da corporação pela Avenida Afonso Pena, em frente à prefeitura, e sobem a Avenida Álvares até a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Na ALMG, às 14h, discutirão o plano de carreira, a situação da gestão das guardas e a integração de guardas de regiões metropolitanas.

Além de guardas municipais de Belo Horizonte, Contagem e Betim, há guardas das cidades de Ouro Preto, Nova Lima, Três Corações, Itajubá, Poços de Caldas, Varginha, Boa Esperança, Pouso Alegre, Pirapora, Montes Claros, Ilicínea, Corinto, Matias Cardoso, Juiz de Fora, Barbacena, Itabirito, Congonhas e Conselheiro Lafaiete, entre outras.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte informou, nesta quinta-feira (10), medidas que vão resultar em ganhos significativos para os servidores da Guarda Municipal. Os benefícios atendem aos três itens da pauta prioritária apresentada pelo Sindibel à prefeitura. O primeiro item contemplado foi a retirada do artigo do Estatuto da Guarda Municipal que veda a filiação sindical. A redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem alteração no salário.

O terceiro item da pauta, o pagamento de Adicional de Periculosidade, também foi aprovado. O índice será de 30%, sendo 15% incorporado aos salários a partir de setembro de 2013 e 15% em setembro do ano seguinte.

Além das reivindicações prioritárias, a prefeitura também sinalizou positivamente para outras demandas da categoria, como a realização de concurso público para a seleção de 200 guardas e a contratação de empresa para a realização do processo seletivo interno necessário para a promoção na escala hierárquica prevista no plano de carreira.

Outras reivindicações, que envolvem análises mais complexas, como reajuste na Gratificação por Disponibilidade Integral (GDI), equiparação salarial com os órgãos de segurança do Estado, pagamento de adicional noturno, aumento no valor do vale-lanche e seguro de vida serão levadas à Mesa de Negociação Sindical, um canal de discussão permanente instituído pela Prefeitura, que reúne representantes do Executivo e do funcionalismo.

De acordo com a Secretaria Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais, o sindicato não tem registro junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O pedido foi indeferido em novembro do ano passado por não reconhecimento da categoria. Assim, a entidade não tem requisitos legais pata agir como sindicato, o que não impede que aja informalmente.

Fonte: http://www.cbnfoz.com.br/editorial/brasil/minas-gerais/11042014-122321-guardas-municipais-fazem-marcha-azul-marinho-em-belo-horizonte

Titulo e Comentário nosso*

Fotos do Vice Pres. do Sindguardas LIU

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eventos (Marcha Azul Marinho)

Marcha azul Marinho

Publicado

em

O que é a MARCHA AZUL MARINHO?

É uma mobilização, que deu início em Brasília, no ano de 2009, que tem como idealizador Mauricio Domingues da Silva, o Naval Guarda Municipal, fundador da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, realizada através da ONG SOS Segurança Dá Vida, que dá juridicidade ao evento.

Neste ano, 2019, a Marcha Azul Marinho completa 10 anos de existência, portanto, já se tornou uma tradição no seio na grande Nação Azul Marinho, (Brasil). Já percorreu todo o país, inclusive, em alguns estados já foram realizadas mais de 10 edições. O evento goza do apoio de todos, da sociedade em geral, Confederações, Sindicatos, Federações, Associações, ONGs, Grêmios, Parlamentares, Empresários, Câmaras, Prefeituras, Partidos Políticos e até do Governo Federal.

A Marcha Azul Marinho não é manifestação,
A Marcha Azul Marinho não é protesto,
A Marcha Azul Marinho não é greve,
A Marcha Azul Marinho não é política. “A Marcha Azul Marinho é uma mobilização Nacional de cunho Social, Cultural e Científico”, porque sempre culmina em um seminário, fórum, congresso, encontro e ou, em uma audiência pública.

A Marcha Azul Marinho é uma mobilização nacional com o único objetivo de levar ao povo brasileiro, informações verdadeiras sobre a Polícia Municipal na Segurança Pública, municipalizada, através das Guardas Municipais, que realizam naturalmente o Policiamento Preventivo local, de forma comunitária, originalmente.

Através das Marchas Azul Marinho, conseguimos convencer os Parlamentares do Congresso Nacional a aprovarem a Lei Federal 13022/14, Estatuto Geral das Guardas Municipais, que regulamenta as Guardas Municipais em todo o Brasil, como as Polícias Municipais Preventivas, em defesa de toda sociedade brasileira. Aprovamos também a nomenclatura de Polícia Municipal na CCJ, (2018) além de emendar o Piso Salarial Nacional para toda categoria, através de enquete no portal das Guardas Municipais, www.guardasmunicipais.com.br e www.policiasmunicipais.com.br .

A Marcha Azul Marinho nasceu após o idealizador NAVAL prestar serviços como Guarda Municipal, à frente de Escolas, Pronto Socorros, Praças, Teatros, Igrejas, Câmaras, Prefeituras e outros logradouros públicos, onde notou, o quanto é importante a presença do Poder Público, que outrora estava abandonado, e passa a contar com os serviços constantes do Servidor Guarda Municipal, tudo muda!

A partir daí, iniciou a difícil tarefa de viajar por todo o Brasil, de norte a sul, palestrando e dando cursos gratuitamente, buscando convencer a sociedade, a importância deste novo modelo de Polícia, as Guardas Municipais. Posteriormente percebeu que para conquistar o povo, precisava de uma ferramenta mais potente para convencer as pessoas em massa. Então, em um encontro, realizado pela Associação de Guardas Municipais de São Paulo, entre várias lideranças, comentaram sobre um evento que abalasse Brasília e o Congresso Nacional. NAVAL conta que esperou por mais de 15 anos, como ninguém realizou a tão sonhada marcha, resolveu tomar a frente, liderou e realizou a I MARCHA AZUL MARINHO À BRASÍLIA e o I SEMINÁRIO NACIONAL DE GUARDAS MUNICIPAIS E SEGURANÇA PÚBLICA, em parceria com a CLP – Comissão de Legislação Participativa. E o evento deu certo, pois contou com várias lideranças da época. Deus nos ajudou muito!

Para decidir por esta estratégia, NAVAL estudou a forma como eram realizados os eventos da categoria, aonde chegavam pessoas de todas as partes do país, de forma individuais e desorganizadas, depois se reunia em um determinado local, momento que eram Guardas Municipais falando para Guardas Municipais e isso aconteceu por mais de 20 anos consecutivos, sem trazer resultados impactantes, principalmente no Congresso Nacional, local que todas as vezes que uma Comissão de Guardas Municipais tentava fazer algum lobby, não conseguia, pois os 4 anos dos mandatos dos 513 parlamentares findavam. Com a chegada da Marcha Azul Marinho, (2009), em uma única tacada, a Nação Azul Marinho se apresentou para todos no Congresso Nacional, época, que até então, era uma categoria totalmente desconhecida politicamente.

Atualmente os eventos, como o Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública em Brasília, são antecedidos pela mobilização, onde todos os participantes se reúnem num local, de concentração da Marcha Azul Marinho, (Catedral de Brasília), ou se for ocorrer em outra localidade, geralmente, se concentram na praça mais movimentada da cidade e de lá, todos, de forma unificada, determinada e disciplinada realizam o deslocamento até o local dos debates.

Com esta metodologia de trabalho, #NAVAL conseguiu chamar atenção principalmente da mídia grossa, que por muitos anos ignorou os trabalhos das Guardas Municipais.

Quando realizamos uma Marcha Azul Marinho em um município, a região e até o estado pára, fica tudo azul marinho, e aí desperta naquelas pessoas o interesse de irem até a internet e pesquisarem sobre o que realmente é Guarda Municipal. A partir do momento que acontece uma Marcha em uma cidade, a sociedade local passa entender que na Segurança Pública, há uma esperança, não ficam dependentes somente do atual sistema, que já está falído, e imediatamente passam a cobrar do Prefeito e dos Vereadores, os investimentos necessários para se ter mais segurança para suas famílias, através da Polícia Municipal.

As Marchas Azul Marinho, são totalmente gratuitas, percorrem as ruas e avenidas mais movimentadas da cidade, chamando a atenção da população, e sempre são realizadas no centro, justamente com o objetivo de alcançar o maior número de pessoas, chamando inclusive a atenção de toda Mídia local e muitas vezes, até a mídia nacional.

O principal momento da Marcha Azul Marinho é a ORAÇÂO, que independentemente da religião de cada um, levanta-se um clamor por todos, em busca de paz e amor para vencermos as batalhas contra a violência, por isso, regularmente utilizamos sempre o mesmo tema, “VIOLÊNCIA REQUER PREVENÇÃO, GUARDAS MUNICIPAIS, JÁ!”.
#NAVAL

Continue Lendo

Eventos (Marcha Azul Marinho)

Guardas municipais de Brumado vão a Câmara convidar para V Marcha Azul Marinho Baiana

Publicado

em

Unindo forças em prol da criação da Polícia Municipal os guardas municipais de todo o país estao realizando uma sequência de atividades com Congressos e passeatas visando apresentar aos legisladores e Gestores públicos municipais a importancia da implantação da Policia Municipal.

A mesma tem por objetivo somar forças com policias já constituídas não refere se só à Segurança. Em Brumado, a Mobilização dos Guardas Municipais tem ganhado Força e apoio do Executivo e do parlamento local.

Brumado: Guardas Municipais Vão à Câmara anunciar uma Marcha Azul Marinho Foto: Lay Amorim / Brumado Notícias

Na Noite da jornal Última segunda-feira (01), Por Exemplo, a categoria utilizou a tribuna Livre da Câmara de Vereadores para reforçar o convite para a Marcha Azul Marinho, Que acontecerá no dia 30 de janeiro de 2015 no município. Está prevista para à ocasião uma passeata pelas ruas da cidade, saindo da avenida Centenário com destino ao legislativo, onde será realizado um congresso com representante nacionais da categoria. Ate o momento, Guardas Municipais de 15 municípios Já confirmaram presença no evento, mas uma perspectiva de que o número seja triplicado.

Fonte: http://www.brumadonoticias.com.br/noticias/8906-2014/12/02/brumado-guardas-municipais-vao-a-camara-anunciar-a-marcha-azul-marinho

Continue Lendo

Eventos (Marcha Azul Marinho)

Município de Teotônio Vilela realizou a II Marcha Azul Marinho Alagoana

Publicado

em

Desfilando pelas principais avenidas do município de Teotônio Vilela no último dia 15 de julho, ao som das marchas civis proferidas pela Orquestra Robério Marques, as Guardas Municipais de cidades dos estados de Alagoas, Sergipe e Pernambuco, fizeram a II Marcha Azul Marinho Alagoana.

Link externo: http://www.prefeiturateotonio.com.br/galeria/545/ii-marcha-azul-marinho-alagoana-e-realizada-em-teotonio-vilela

Continue Lendo
Publicidade

Mais Populares

Guardas Municipais - Todos os direitos reservados © 2021 | Desenvolvido por Melhores Templates